Um pobre cãozinho aterrorizado e abandonado se alimentou de pedras para sobreviver em uma noite chuvosa

Nunca duvide do amor de um cachorro. Ele nasce com a missão de te acompanhar, de te amar. E o que ele pede de volta? Amor e comida... Nada mais justo né? Como seria um mundo feito de cachorros? Incrível.

Um cachorro é um amigo melhorado, porque ainda tem um pelo fofinho para acariciar. Sempre cuide bem dos cachorros! Eles são nossos melhores amigos e só querem carinho. 

Por menor que pareça, pode fazer a diferença para salvar um cão. Há aqueles que, em meio à apatia, decidem continuar e fingir que há muitas crianças peludas vulneráveis ​​nas ruas.

Outros portanto fazem parte da solução e lutam por causas justas onde esses anjinhos de quatro patas são tratados com o amor e respeito que merecem.

Cão aterrorizado estava tremendo de medo de ser abandonado em uma noite chuvosa. Infelizmente, a realidade de cada filhote é diferente. Principalmente aqueles que passam seus dias tentando sobreviver nas ruas.

Essa é uma daquelas histórias que nos lembram que, embora existam seres implacáveis ​​capazes de tratar os filhotes de forma injusta, existem outros dispostos a dar-lhes uma segunda chance.

Dimka é o nome do nosso lindo protagonista.

Um peludo que foi cruelmente abandonado por seu dono em uma noite chuvosa. No meio de sua terrível situação, o cachorrinho só conseguia chorar enquanto tentava se refugiar em um canto.

Ele estava com muito medo, estava tremendo de frio, de medo ou fome. Ou talvez uma mistura de tudo isso. Essa situação o fez então comer algumas pedras e terra que depois acabou piorando sua situação.

Felizmente, um grupo de resgate local da Rússia ouviu falar sobre seu caso. E rapidamente veio ao local para lhe dar toda a ajuda de que precisava.

Sua situação comoveu os socorristas. ´É difícil entender como alguém como ele pode causar tanto dano a um ser tão indefeso .

Quando a ajuda chegou, o cachorrinho então se agarrou ao canto. Era como se daquele pequeno espaço ele quisesse se isolar da terrível realidade que estava vivendo.

Depois de tudo o que aconteceu, era difícil para ele confiar nas pessoas. Então os socorristas tiveram que ter muita paciência para se aproximar dele sem que o filhote se sentisse ainda mais sobrecarregado.

Depois de alguns minutos, um dos socorristas conseguiu pegá-lo nos braços. E o levaram para a clínica veterinária.

Após uma série de testes conseguiram determinar que ele tinha cerca de dois meses. Ele estava desidratado e desnutrido. O que mais preocupou seus socorristas é que ele tinha dois vermes em seu corpinho. 

Não só tiveram que tratar suas feridas físicas, mas também suas feridas emocionais. Estas portanto, demoraram um pouco mais. Mas com muito amor e paciência conseguiram tirar o filhote de sua concha.

Com palavras encorajadoras e pequenos gestos de amor, eles conseguiram aproximar Dimka deles. No vídeo, um de seus cuidadores lhe diz:

“Não precisa ter medo, venha aqui, vamos. Você consegue! Ninguém vai te machucar”.

“Ele já entendeu que as pessoas são boas, adoram correr e ser acariciadas o tempo todo. Se você não fizer isso, ele vai latir”. Disse um de seus cuidadores.

Quatro patas podem ser mais sinceras que duas pernas... Os cães são melhores que os seres humanos porque eles sabem mas não contam. Ter um cachorro de pequeno porte é ter um mini ursinho, pronto para ser abraçado.

Meu cachorro faleceu, mas deixou-me seu maior legado: lembranças recheadas de amor. Não desejo a ninguém ficar sem ter a oportunidade de conviver com um cachorrinho. Um cachorro pequeno, mas um grande companheiro.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário